segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020

Bebês gordos têm maior índice de câncer de rim na fase adulta.

Estudo realizado na Escandinávia (clique aqui para ter acesso à publicação da Renal & Urology) mostra que crianças que nascem com sobrepeso, têm maior predisposição a desenvolver câncer de rim quando adultos. O estudo avaliou um pouco mais de 300.000 crianças nascidas entre 1930 e 1985 e observou que cada aumento de 500g de peso ao nascer, estava associado a 12% a mais de risco da doença quando adulto. E crianças com excesso de peso aos 13 anos, tinham aumento de 40% de risco para a doença.

quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

Biópsia líquida está cada vez mais viável.

A biópsia líquida é um exame de sangue pouco invasivo, onde são procuradas células cancerígenas ou alterações do DNA na amostra retirada do paciente sob suspeita. Esse tipo de exame vem expandindo a abrangência e hoje já é viável nos casos de câncer de próstata avançado e também nos casos de tumor de colorretal, mama e pulmão. Mas ainda não é um exame para detectar tumores nas fases iniciais. Clique aqui e leia matéria divulgada pela Healio

quinta-feira, 16 de janeiro de 2020

Cor da pele e dor.

Não se sabe se a cor da pele do homem tem a ver com resistência à dor, mas trabalho recente divulgado pela Reuters (clique aqui para ler) mostra que nos Estados Unidos, em salas de emergência, negros e latinos necessitaram menos de terapia para dor, quando com cólica de rins, do que brancos.

quarta-feira, 8 de janeiro de 2020

Cuidado com a propaganda...

É muito importante procurar por informações médicas antes de iniciar o uso de complexos vitamínicos, estimulado pela propaganda das coisas que esse tipo de tratamento promete.
Recentemente apareceram evidências de que, ao contrário do que se sugeria, o uso de complexos a base de ácido fólico e zinco, não melhoram a fertilidade masculina.
Clique aqui para ler matéria divulgada pela AP News.

sexta-feira, 20 de dezembro de 2019

Boas Festas!!!


Desejamos a você, nosso leitor, que as festas de final de ano sejam uma comemoração pelas conquistas deste ano e ao mesmo tempo, uma ação de otimismo para que em 2020 você continue a progredir, aproveitando as chances de praticar todos os ensinamentos que o Natal nos faz lembrar que existem.

Um Feliz Natal!
Feliz 2020!

terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Transplante de testículos.

Cientistas informaram terem tido êxito no transplante de testículo entre irmãos gêmeos idênticos. Um deles nasceu sem os testículos e o objetivo da cirurgia foi permitir que houvesse a produção de testosterona e também permitir a reprodução no futuro, do irmão que nasceu sem os órgãos. Os cientistas informam que essa cirurgia não tem indicação para os casos de mudança de sexo.
Clique aqui e leia matéria divulgada pelo The New York Times

terça-feira, 3 de dezembro de 2019

Câncer de próstata e novas perspectivas.

Com a aprovação de novos medicamentos que podem ser ingeridos pela via oral em forma de comprimidos, pacientes que apresentam um câncer de próstata persistente, mas sem metástases (comprometimento de outros órgãos do corpo), têm vivenciado melhores resultados no controle da doença. Apalutamida, enzalutamida e darolutamida são algumas dessas novas drogas.

sexta-feira, 1 de novembro de 2019

NOVEMBRO AZUL! Prevenção do câncer de próstata.

Novembro é o mês de se fazer a campanha do câncer de próstata e você, homem, deve avaliar se já não é o caso de procurar um urologista, para fazer os exames preventivos que podem diagnosticar um câncer na próstata, que está lá quieto, silencioso.

Quem deve procurar um urologista?

1) Homens afrodescendentes acima dos 45 anos, já que nesse grupo a incidência da doença é mais frequente.

2) Homens acima dos 45 anos com histórico de câncer de próstata na família (pai, avô, irmãos, tios). Homens obesos, uma vez que a obesidade aumenta o risco para se ter câncer na próstata.

3) Homens sem antecedentes familiares e que não participam das situações citadas acima, após os 50 anos.

O que será feito?

Primeiro o urologista irá conversar com você, objetivando colher dados que possam já fazê-lo suspeitar da possibilidade do câncer estar presente. Irá perguntar sobre os seus hábitos de micção, avaliar a qualidade do jato de urina que você apresenta ao urinar e tentar descobrir algum antecedente de doença urológica.

Depois o urologista fará o exame físico e é nesse momento que ocorrerá o exame de próstata, através do toque retal, com a introdução do dedo pelo ânus.

E por último ele avaliará, e provavelmente solicitará, exames complementares: ultrassonografias, exames de sangue (PSA- Prostatic Specific Antigen), de urina e eventualmente uma Ressonância Magnética da próstata.



Ao final da consulta, nós urologistas na maioria das vezes já temos noção se é um caso suspeito, ou não, de câncer na próstata. Mas serão os exames complementares que permitirão nos orientar sobre o diagnóstico final. Então, não deixe de retornar em consulta com os exames, mesmo que você considere que os resultados foram normais (hoje em dia a maioria dos pacientes tem acesso aos resultados dos exames antes mesmo dos médicos).